O que é Marketing de Afiliados?

O Marketing de Afiliados (Affiliate Marketing em inglês) é uma forma de publicidade on-line onde blogueiros e editores de conteúdo divulgam produtos e serviços de anunciantes parceiros em troca de comissões. Essas comissões podem ser geradas através da quantidade de cliques, vendas, impressões de anúncios ou outras ações específicas. Ele aparece como uma alternativa muito boa e eficiente para aumentar a divulgação de produtos e serviços, e alcançar o consumidor que cada vez mais tem dado menos importância a certos tipos de publicidades.

Marketing de Afiliados

O Marketing de Afiliados permite cada vez mais empresas, profissionais e afiliados trabalharem de forma eficiente com o objetivo de ganhar dinheiro na internet ou fora dela, pois é vantajoso para ambos, tanto para o Afiliado (como vendedor) e Produtor (no caso o criador do produto ou serviço), pois é um modelo de negócio muito simples.

Hoje em dia existem muitas plataformas no mercado com muitos recursos que vão desde soluções de marketing até integração com serviços de terceiros e aplicativos, tudo isso para facilitar para o Afiliado.

 Algumas Plataformas de Programas de Afiliado:

Atualmente existem diversos formatos de programas de afiliados, com isso aumenta as opções de monetizar seu blog ou site, veja alguns formatos:

  • CPC – Custo por Clique
  • CPV – Custo por Venda
  • CPL – Custo por Lead válida
  • COM – Custo por Mil Impressões
  • CPF – Custo por Formulário
  • CPA – Custo por Ação

Esses formatos nada mais são do que a forma como a empresa remunera o afiliado através das vendas efetuadas, essas podem variar de programa para programa, pois cada empresa opta por um ou mais formatos e geralmente as empresas que oferecem o serviço de programa de afiliados possuem regras que devem ser seguidas.

Você poderá receber comissões em um dos formatos acima e estará utilizando um programa de afiliados, é comum os profissionais se cadastrarem e usarem os programas de afiliados, no entanto, não sabem exatamente como funcionam essas regras e isso acaba gerando reclamações entre afiliado e empresa, por isso não deixe de ler todas as informações disponibilizadas pela plataforma.

Portanto, atenção ao promover um determinado programa de afiliado, você deverá ficar atento ao formato da remuneração oferecido pela empresa/anunciante, e ver qual o melhor formato que se adequa ao seu blog, site ou portal.

Veja como cada um deles funciona:

Custo por Clique – CPC

Nesse formato os programas de afiliados remuneram você por cada clique, ou seja, independente do formato do anúncio seja ele link com chamada em texto, banner, ou e-mail, etc, cada vez que um usuário clicar no link do anunciante em seu site, blog ou local onde foi disponibilizado você será remunerado, esse tipo de remuneração costuma ter um valor fixo dependendo do anunciante. Mas atenção, geralmente esse formato é oferecido por grandes empresas que desejam gerar tráfego indiferente da origem e os cliques costumam ser monitorados para evitar fraudes como, por exemplo, o próprio usuário ficar clicando. Fique atento às regras para não ser penalizado.

Custo por Venda – CPV

Os programas de afiliados que disponibilizam o formato CPV (com base nas vendas) costumam ser os que pagam as melhores comissões, geralmente são lojas de e-commerce para conversão de vendas de produtos físicos ou serviços, é comum encontrar grandes lojas que participam desses programas, a comissão (remuneração) costuma ser um percentual (%) sobre o valor do produto ou vendas realizadas, existem também os anunciantes que vendem produtos digitais, esses as comissões podem chegar até a 50% ou mais sobre o valor da venda.

Custo por Ação – CPA

Nesse formato a própria ação é uma métrica que a empresa ou anunciante define e passa para o afiliado, a ação pode ser um cadastro, uma contribuição, um depósito em dinheiro ou outra qualquer, ela varia de acordo com o que o anunciante deseja, por exemplo em sites de emprego pode ser a ação de promover o site de empregos para conseguir mais cadastros de currículos ou vagas, em site de doações pode ser a ação de conseguir maior divulgação de uma determinada campanha, para cada ação praticada pelo usuário o afiliado receberá um valor fixo, o CPA. Esse formato é comum em empresas que desejam além de cadastro uma ação adicional do usuário, seja ele adquirindo um credito ou fornecendo informações adicionais para o anunciante.

Custo por Lead – CPL

O Custo por Lead é muito parecido, para não dizer igual ao CPA, mas com um pequeno detalhe que é a validação dos Leads gerados. Nesse formato você gera comissão toda vez que a ação é validada, por exemplo, em campanhas onde se precisa recrutar novos usuários, eles se cadastram na plataforma ou site da empresa e após a validação e aceitação pelo anunciante o lead é considerado válido, é comum em alguns programas de afiliados, empresas de emprego.

O formato CPL requer muita atenção do afiliado, pois embora ele gere um numero X de leads, a empresa anunciante pode validar apenas metade, por exemplo, e nesse caso é comum o afiliado reclamar pelo resultado atingido, porém a empresa fica no direito de recusar leads que não atendam a campanha. Por isso é importante conhecer os formatos e saber qual atende melhor a sua necessidade.

Custo por Mil Impressões – CPM

O formato CPM é muito comum e utilizado em anúncios de imagens e textos, o usuário recebe um valor determinado pelo anunciante para cada mil impressões e esse valor pode variar de acordo com a campanha que esta sendo veiculada, para se ter uma ideia de quantas impressões, basta verificar o número de pageviews de seu site que será a quantidade aproximada de impressões, assim como no CPC no CPM também existem regras para evitar fraudes e que os usuários manipulem o sistema, fique atento a elas.

Custo por Formulário – CPF

Esse formato é bem simples, e esta ligado direto ao nome, o objetivo é promover inscrições através de formulários, o programa de afiliados fornece a campanha para acesso ao formulário, esse pode ser simples ou complexo e a remuneração costuma ser por preenchimento independente se o usuário se torna ou não cliente, se compra ou não produtos. É um formato comum utilizado pelas empresas para prospectar clientes e as ações depois do preenchimento não geram ganhos extras para o afiliado.

Conclusão

Quando se começa no marketing de afiliados precisamos antes de tudo saber bem como iremos monetizar o nosso blog, e para isso é necessário conhecer bem seu blog, como funciona e quais as formas disponíveis de monetização, isso é fundamental para conseguirmos o tão sonhado “ganhar dinheiro na internet”. Por exemplo: se seu blog é de nicho e a audiência é bem qualificada, porém não gera tantos acessos, começar campanhas CPA ou CPV divulgando conteúdo relacionado pode ser a melhor opção, já se ele possui milhares de acesso, utilizar CPM pode ser bom também. Você deverá analisar a situação de seu blog e testar, muitas vezes poderá combinar campanhas e testar antes de definir qual o principal formato.

O importante nesse momento é começar!!! São várias as oportunidades de se gerar renda para seu blog e projetos pela internet, aproveite.